03 de Fevereiro de 2017

Rock Story: Tainá Medina

por Anna Mellado

21 de Outubro de 2016

Glambox de Outubro

por Iasmin Heck

12 de Agosto de 2015

Tendências de cores Primavera-Verão

por Iasmin Heck

22 de Fevereiro de 2017

Pingue-pongue com Bruno Daltro

por Anna Mellado

20 de Julho - Por Anna Mellado
comentários

Sobre tudo com Lesley-Ann Brandt (Lucifer)

To everyone from other countries: the article′s in portuguese, but you can swipe down to read to the full interview in english!

 

Bonita e talentosa, Lesley-Ann Brandt tem feito grande sucesso na série americana Lucifer, da FOX, como Mazikeen. A atriz tem descendência sul-africana e começou sua carreira artística como modelo e em um programa Neozelandês de TV. Seu primeiro trabalho com produções americanas foi em Spartacus: Blood and Sand, no papel de Naevia, amante do gladiador gaulês Crixus. Além da série, ela já esteve presente em outros sucessos da TV, como CSI: Nova York, Spartacus: Gods of the Arena, The Librarians, Gotham, entre outros.

 

 

(Lesley como Maze, em Lucifer | Pinterest)

 

Em Lucifer, ela interpreta a personagem Mazikeen (apelidada de ‘Maze’), um demônio em forma de mulher, que seguiu Lucifer Morningstar até a Terra. Ela é muito poderosa e sempre está atenta ao que acontece ao redor dele. É uma guarda-costas e “esconde” sua verdadeira identidade ao trabalhar como bargirl no luxuoso clube de seu chefe (Lucifer).

E pra variar, o Sobre Tudo com Elas entrou em contato com a produção da atriz (essa Anna não tem jeito, né?) e conseguiu uma entrevista. Dessa vez, a conversa teve que ser por e-mail, pois a atriz estava com pouco tempo para um telefonema. Ela contou para o blog sobre como se sentiu após a notícia da renovação de Lucifer, falou sobre carreira e também deixou um recadinho para os fãs brasileiros! Vamos conferir? *Já adianto que ela é muito engraçada e adora o carinho do Brasil.

 

 

(Lesley e Tom Ellis (Lucifer) | Pinterest)

 

English: Lesley-Ann Brandt is a talented South African-born actress, who plays Mazikeen, on the Netflix television series ‘Lucifer’. She has acted in many famous productions: CSI, Spartacus (her 1st work on American series), Gotham, and so on. You will read an exclusive interview for the Brazilian website “Sobre Tudo com Elas” bellow. Enjoy it!

 

Entrevista EXCLUSIVA da atriz Lesley-Ann Brandt para o SOBRE TUDO COM ELAS:

 

 

1 - Anna: To start off the interview, I would like to ask you: how did you feel after Lucifer was renewed for Season 4?

(Para começar, eu gostaria de saber: como você se sentiu depois que ‘Lucifer’ foi renovada para a quarta temporada?)

Lesley: I was extremely happy and surprised to be honest. Of course, so humbled by the fans reaction to the cancellation and how much they rallied. 

(Eu fiquei extremamente feliz e surpresa, para ser sincera. Claro, tão triste com a reação dos fãs ao cancelamento e o quanto mobilizaram-se.)

 

2 – Anna: Mazikeen is a kind of demon and is very devoted to Lucifer. How was the construction of your character and what characteristics do you prefer about her?

(Mazikeen é um tipo de demônio e é muito devota a Lucifer. Como foi a construção dessa personagem e quais características você mais gosta nela?)

Lesley: Mazikeen is probably the character I share the most traits with. Loyalty, very protective of my family and friends, sense of humor. And yes, I do own leather pants. 

I had such a wonderful starting point in that she is one of the comic book characters, but a lot of what you see is me pulling from my real life. Maze trying to fit in on earth was very much me at 17 moving from South Africa to New Zealand when I was 17 and struggling to fit in. 

(Mazikeen é provavelmente a personagem com a qual eu mais compartilho traços. Fiel, muito protetora da família e amigos, senso de humor... Sim, eu tenho/uso calças de couro - detalhe que ela enfatizou com ‘’do own’’ hahaha adorei).

(Eu tive um incrível ponto de partida, já que ela é uma das personagens das histórias em quadrinhos, mas muito do que você vê, sou eu, trazendo um pouco da minha vida real. Maze tentando se adequar na Terra foi muito eu, me mudando da África do Sul para a Nova Zelândia, quando eu tinha 17 anos e estava lutando para me encaixar.)

 

  

(Como Larissa Diaz, em Gotham, 2014 | Pinterest)

 

 3 – Anna: Can you tell us about the character "Naevia" in Spartacus and how did you feel in your first experience as an actress on an American television series?

(Você pode nos falar sobre a personagem ‘Naevia’, de Spartacus e como foi sua primeira experiência como atriz numa série de TV Americana?)

Lesley: That was my second acting job and it was where I learnt so much. The size and scope of that show as well as the writing and language made it a dream job. Naevia is very different to Maze. A slave, softer on the outside and more reserved but they share a strength that attracted me to the roles respectively. 

(Foi meu segundo trabalho de atuação e onde eu mais aprendi. O tamanho e o âmbito do show, assim como a escrita e a linguagem, fizeram disso um trabalho dos sonhos. Naevia é bem diferente de Maze: uma escrava, mais leve do lado de fora e mais reservada. Mas eles compartilharam uma força que me atraiu respectivamente para os papéis.)

 

4 - Anna: About your career: which role did you like the most since you started acting and why?

(Sobre sua carreira: qual dos papéis você mais curtiu fazer desde que começou a atuar e por quê?)

Lesley: Naevia and Mazikeen are my top two. I can’t choose. I think because they are both women who no matter what life threw at them, they remained who they are to the core of them. When I was younger, I’d often find myself at odds with parts of me in an attempt to fit into a group. It wasn’t till I started down this path of acting that I found my fellow “weirdos”. I mean, what 10 year old looks at herself in the mirror asking things like, how are we on earth. Who told us Levi’s were cool, Why am I here? I was a strange child at times but I love my strangeness. 

(Naevia e Mazikeen estão no meu ‘top two’ – dois principais. Eu não consigo escolher. Eu acho que é porque elas são duas mulheres que, não importa onde a vida as colocou, elas manteram-se sendo elas mesmas até o topo/fim.)

(Quando eu era mais nova, eu costumava me encontrar em conflito, com partes de mim tentando se encaixar em um grupo. Não encontrei, até que comecei a fazer esse caminho da atuação e encontrei meus companheiros ‘’esquisitos”. Quero dizer: uma pessoa de 10 anos olha para si mesma no espelho e pergunta coisas do tipo: “como somos na terra’”? Quem disse que Levi’s são legais? Por que estou aqui? Eu era uma criança estranha de vez em quando, mas eu amo minha “esquisitice”.)

 

 

(Lesley como Naevia, em Spartacus, 2011 | IMDB)

 

5 – Anna: How important can a fanbase be to reach a level where they can rescue series like Lucifer? What do you think of Lucifer fans?

(O quão importante uma base de fãs pode ser a ponto de alcançar um nível onde conseguem recuperar uma série, como Lucifer?)

Lesley: I’m so humbled by all our fans who helped make a season 4 possible. I have to shout out our passionate Brazilian fans who just never quit. I think the landscape of television is changing, the power of social media is evident, how content is viewed is ever evolving, so Lucifer in Netflix makes sense. We have an international fan base. 

(Eu estou tão emocionada com todos os fãs que ajudaram a tornar possível a quarta temporada. Eu preciso exaltar nossos apaixonados fãs brasileiros, que simplesmente nunca desistiram. Eu acho que o panorama da televisão está mudando. O poder das mídias digitais é evidente; como o conteúdo é visto, está sempre evoluindo.... então Lucifer na Netflix faz sentido. Nós TEMOS uma base internacional de fãs.)

 

6 – Anna: Mazikeen has a strong and powerful personality and these characteristics attracted the public’s attention, especially women’s attention. Do you think this character has helped women’s around the world recognize their importance and power?

(A Mazikeen tem uma personalidade forte e poderosa e essas características atraíram a atenção do público, especialmente o público feminino. Você acha que essa personagem tem ajudado mulheres ao redor do mundo a reconhecer sua importância e poder?)

Lesley: I sure hope so. I’ve certainly learnt a lot just from playing her. Vulnerability is strength too. As someone who grew up in South Africa, you are raised to be tough, especially as a girl to prepare you for the world because the world still does not see women as they should be. If Mazikeen helps remind women just how strong they are, that our feminine qualities are equally as important as our masculine ones, then I’m doing my job. 

(Eu realmente espero que sim. Certamente eu aprendi muito interpretando-a. Vulnerabilidade é força também. Como alguém que cresceu na África do Sul, você é criado para ser resistente, especialmente como uma menina, para se preparar para o mundo; porque o mundo ainda não vê a mulher do jeito que deveria ser vista. Se Mazikeen ajuda a lembrar as mulheres o quanto poderosas elas são, que nossas qualidades femininas são tão importantes quanto as masculinas, então eu estou fazendo meu trabalho.)

 

(Lesley e Hill Harper em CSI | IMDB)

 

7 - Anna: What can we expect from Lucifer season 4, especially from Mazikeen? 

(O que podemos esperar da quarta temporada de Lucifer, especialmente da Mazikeen?)

Lesley: I don’t know too much, but I will say, I think she will find love. 

(Eu não sei muito, mas eu acho que ela encontrará um amor.)

 

 

(Lesley nos bastidores de Lucifer, com Scarlett Estevez (Trixie) | Pinterest)

 

8 - Anna: What about your future projects? Anything coming soon?

(E sobre seus trabalhos futuros? Alguma coisa vindo por aí?)

Lesley: My focus fit the next 6 months is Lucifer. I have some film projects I can’t say too much about. 

(O meu foco, nos próximos seis meses, é Lucifer. Eu tenho alguns projetos de filmes, mas não posso falar muito sobre eles.)

 

(Lesley-Ann e Lauren German em Lucifer | Pinterest)

 

9 - Anna: To finish, can you send a message to your Brazilian fans?

(Para terminar, você pode mandar uma mensagem para os seus fãs Brasileiros?)

Lesley: Brazil I want to thank you so much for your support. I hope to visit really soon and I send you all so much love. 

(Brasil, eu quero agradecer muito pelo seu apoio. Eu espero poder visitar vocês em breve e envio a todos vocês muito amor #fofa.)


 

English: What a wonderful interview! I’m so glad because I had the opportunity to interview Lesley. She’s such an inspiration to me and I really appreciate her career, kindness and personality. I hope you  enjoyed the interview as much as I did. I hope to get the chance to meet her one day. (Lesley, please, you REALLY have to visit Brazil! Hahaha. Thanks for the interview!).

Que entrevista maravilhosa! Eu (Anna) adoro a Lesley. Acho que ela é um exemplo muito legal pra nós mulheres e sua personagem (Maze) também. Foi incrível ter feito essa entrevista e estou muito feliz por mais uma vez realizar um sonho. Peço para que deem os devidos créditos, caso usem esta entrevista, áudio ou qualquer parte dela, ok?

E por favor, quem ainda não assistiu Lucifer, ASSISTA! É uma série muito boa e o elenco é de um talento só. Onde assistir? Na Netflix. Lá você encontra as duas primeiras temporadas; já a terceira, está passando na Universal Channel, toda quarta-feira, às 23h (canal fechado) e online – achei um link pra vocês, com a terceira temporada completa: https://www.luciferbrasil.com.br/p/3-temporada-episodios.html

 

Obrigada pela companhia e até a próxima!

Thank you so much for your company and see you soon <3

 

xoxo,

 Anna :)

 

Revisão de Texto: REVISA (@revisatextos)

 

Facebook do Blog

Instagram do Blog

E-mail para contato: blogsobretudocomelas@gmail.com



Compartilhe


07 de Julho de 2016

Glambox Junho

por

31 de Outubro de 2016

Teatro e diversão!

por

27 de Março de 2017

Aniversário de Viviane Araújo

por

06 de Junho - Por Anna Mellado
comentários

Sobre Tudo com Marisol Nichols

To everyone from other countries: the article′s in portuguese, but you can swipe down to read and listen to the full interview in english!

 

A série Riverdale está no auge de seu sucesso e é um fenômeno aqui no Brasil. O elenco é constituído de jovens atores, como Cole Sprouse, Lili Reinhart, Camila Mendes e de atores já famosos, como Marisol Nichols, Mädchen Amick, entre outros. A série estreou no Brasil em 2017 e está indo para a sua terceira temporada, em outubro de 2018.

Como sempre fui apaixonada por séries e entrevistas, resolvi tentar uma entrevista com uma das pessoas do elenco. Não é nada fácil entrevistar pessoas de fora, devido à agenda de gravações e algumas burocracias, mas não custa tentar, né? E não é que deu certo?

Na sexta-feira (1), tive a oportunidade de fazer a minha primeira entrevista internacional, toda em inglês, com uma das atrizes da série. Ela é uma atriz americana com ascendência mexicana e está atualmente no papel de Hermione Lodge, em Riverdale. Já sabe de quem estou falando? Se você pensou em Marisol Nichols, acertou! Tive o PRAZER de falar com essa atriz simpática e talentosa. Ela já esteve presente em diversos títulos conhecidos da TV, como Teen Wolf, 24 Horas, Vóvo Zona 2, Friends, entre muitos outros. Em Riverdale, ela interpreta Hermione Lodge, esposa de Hiram Lodge (Mark Consuelos) e mãe de Veronica Lodge (Camila Mendes) - A Camila é filha de brasileiros (sua família é de Brasília) e ela se considera americana e brasileira. Como seu marido foi preso, Hermione volta à Riverdale, sua cidade natal, com Veronica. Sua personagem é latina (assim como a atriz), rica e atualmente ganhou as eleições para prefeita de Riverdale.

 

(Marisol e Camila como Hermione e Veronica Lodge | Pinterest)

 

A entrevista foi feita por Skype, com autorização de seu assessor. Nela, Marisol falou sobre seus trabalhos anteriores, contou pra gente um pouco sobre seu trabalho em Riverdale e o que ela espera para o futuro de sua personagem – com direito a um elogio aos fãs brasileiros. Toda a entrevista está disponível logo abaixo (em inglês e português) e o áudio original vem logo depois.

*Por favor, não julguem o áudio hahaha. Juro pra vocês que amo falar inglês, mas saiu muito abrasileirado e estranho, pois eu estava muito tensa (sim, eu sou muito crítica). Mas deu tudo certo!* 


 

 ENTREVISTA - MARISOL NICHOLS

 

Anna Mellado: Hey Marisol! (Oi Marisol!)

Marisol Nichols: Hey, how are you? Nice to meet you!

(Olá, como você está? Prazer em conhecê-la!)

 

Anna: - Nice to meet you too! (Prazer em conhecê-la também!)

Anna: So, I’m Anna Mellado, from Brazil. I study Jornalism and I’m here to interview you for my website (Eu sou a Anna Mellado, do Brasil. Eu estudo Jornalismo e estou aqui para entrevistar você para o meu site)

Marisol: Oh, beautiful! (Oh, que legal!)

 

Anna: So, to start off the interview, I would like to ask you how was the construction of your character, Hermione and how could you describe her personality? (Para começar a entrevista, eu gostaria de saber: como foi a construção da sua personagem, Hermione e como você descreveria sua personalidade?)

Marisol: Constructing a character was a combination of what the writters wrote and the creator of the show and what I thought she was like. I would describe her personality misterious, funny, inteligent and also very lovely.

Construir um personagem foi uma combinação do que os escritores e criadores da série escreveram e de como eu achei que ela era. Eu descreveria sua personalidade como misteriosa, divertida, inteligente e também muito amorosa.

 

 

(Marisol como Hermione, em Riverdale | IMDB)

 

Anna: We all know you are famous and you are recognized by many Works you did in the past. Do you think your experiences may had helped to get in Riverdale?

(Nós sabemos que você é famosa e é conhecida por diversos trabalhos que fez no passado. Você acha que suas experiências talvez tenham te ajudado a conseguir o papel em Riverdale?)

Marisol: Hmm, maybe. Sometimes it just boils down to your audition and if they think you’re right or not, but maybe you have to ask for Berto our creator who hired me.

Hmm, talvez. Às vezes tudo se resuma à sua audição e se eles acham se você é bom ou não. Mas talvez você possa perguntar ao Beto (Roberto Aguirre), nosso criador, que me contratou.

 

 

Anna: Riverdale’s cast is made of young and new actors, some of them just left the university and started their carrers in the serie. How is it? How do you feel acting with them? Do you teach the kids some advices and share experiences?

(O elenco de Riverdale é constituído de atores novos e jovens. Alguns acabaram de sair da universidade e começaram a carreira na série. Como é isso? Como você se sente atuando junto deles? Você dá alguns conselhos a eles e compartilha experiências?)

Marisol: I love acting with them. They have a nice new braw energy when they’re perfoming. And I  don’t really give advice. I like to ask for. I think I’ve learned  a while ago, not to offer advice. But I do obviously share Stories. Like: ‘’one time when i was on the set’’ explain “this happened”. But, I enjoy working with good people and good actors.

Eu amo atuar com eles! Eles possuem uma ótima energia quando estão atuando. E eu não dou exatamente dicas. Eu gosto de pedir. Acho que aprendi há um tempo atrás, mas não com a intenção de “oferecer” conselhos. Mas claro, eu compartilho sim histórias, tipo: “uma vez, quando eu estava no set, isso aconteceu....”. Mas eu adoro trabalhar com boas pessoas e bons atores.

 

 

(Marisol com parte do elenco de Riverdale | Pinterest)

 

Anna: What about when YOU were a “newcomer”? Did you learn a lot with the cast you worked with?

(E quando VOCÊ era uma “recém-chegada”? Você aprendeu bastante com o elenco com o qual trabalhou?)

Marisol: Oh yeah. I learn a ton from being on set, that was my “schooling”. I was learning from other performers, other actors that have been in the business through a very long time and I watched everything. It’s a learn.

Ah, com certeza. Eu aprendi muito por estar no set (de gravação), que foi a minha escola. Eu estava aprendendo com outros artistas, outros atores que já estavam no business – que já trabalhavam – há algum tempo (já tinham experiência) e eu assistia a tudo. É um aprendizado.

 

Anna: Your first job was in the 90’s, when social media wasn’t around as much as it is now. For you, what’s the main difference between working connected with your fans? How does it affect your work?

(Seu primeiro trabalho foi nos anos 90, quando as mídias sociais não eram tão presentes como são hoje em dia. Para você, qual a principal diferença em trabalhar conectada com seus fãs? O quanto isso afeta seu trabalho?) *afeta pro bem ou pro mal. Não necessariamente algo negativo*

 

(Marisol bem plena em Londres. Foto postada em seu Instagram - @marisolnichols)

 

Marisol: It doesn’t affect the work when people expect to get the emotion of that work. Where, you do your work in many seasons for six months till it airs on tv and maybe longer internacionally, so there is the delay. But experiencing the feedback from the fans, because you know, in the past when there was no social media and you didn’t hear anything you didn’t know, so it’s really nice how almost immediate feedback from the fans. It’s really really nice.

Não afeta o trabalho quando as pessoas esperam obter a emoção daquele trabalho. Você faz seu trabalho por várias temporadas, durante seis meses até que seja exibido na TV e talvez demore até mais tempo internacionalmente e então vem esse retorno. Mas, experimentar o feedback dos fãs... Porque, você sabe, no passado não tinha mídia social. Você não ouvia e nem sabia de nada, então é muito legal o quão quase que imediato vem esse feedback dos fãs. É muito muito legal.

 

Anna: Which role did you like the most since you started acting and why? (Qual dos seus papéis (na TV), você mais gostou, desde que começou a atuar e por quê?

Marisol: Probably 24 (24 hours). Nadia Yassir was a character I played in 24 and it was just great people to work with, amazing writters, creators and actors coming on to that set and being welcomed.  Was one of the greatest experiences and I also loved being a woman kind of empower.  I was very must Strong, the character was a Strong woman and I really loved it.

Provavelmente em 24 Horas. A Nadia Yassir foi uma personagem que fiz e o qual pude trabalhar com pessoas muito boas. Incríveis escritores, criadores e atores chegando ao set e sendo bem-recebidos. Foi uma das melhores experiências e eu também amei ter interpretado uma mulher empoderada. Eu fui muito forte, a personagem era uma mulher forte e eu realmente amei.

 

(Marisol Nichols em 24 Horas | Parmans Page)

 

Anna – What do you expect from the future of your character in Riverdale? Is there anything you wish it happened to her or to her family? And what is it?

(O que você espera do futuro da sua personagem em Riverdale? Tem alguma coisa que você gostaria que acontecesse com ela ou com sua família? O que seria?

Marisol: I’d like to see Hermione end up with Hirram more, since she’s done with him. I would like to see her having control over him. I also miss the romance she had with Fred so, we will see what’s yet to come. And I love her relationship with Veronica and she’s in love and I think we may get back to a little of that. It should be really nice.

Eu gostaria de ver a Hermione tendo mais controle sobre o Hiram, porque ela já está cansada dele. Eu também sinto saudades do romance que ela teve com o Fred - Fred Andrews, pai do Archie, então, vamos esperar pelo o que está por vir.  Eu amo o relacionamento dela com a Verônica (Camila Mendes) e ela está apaixonada, então eu acho que podemos voltar para um pouco de tudo isso. Seria realmente muito bacana.

 

(Marisol Nichols com Camila Mendes e Mark Consuelos | Instagram)

 

Anna: To finish, can you send a message to your Brazilian Fans?

(Para finalizar, você pode mandar uma mensagem para os fãs brasileiros de Riverdale?)

Marisol: Oh sure! Please, say that I’m dying to come to Brazil. I get hundreds of tweets that say: "come to Brazil!! hahaha. I love that the brazilian fans are so enthusiastic and supportive of our show and I really really hope we can meet someday).

Ah, claro! Por favor, diga que eu estou morrendo de vontade de ir ao Brasil. Tenho recebido centenas de tweets dizendo: “Venha ao Brasil!” hahaha. Eu amo que os fãs brasileiros são tão entusiasmados e apoiam nosso show e eu realmente espero que nós possamos nos conhecer algum dia.

 

ANNA: You should come with Camila, what do you think? (Você deveria vir com a Camila, o que você acha?!)

Marisol: I know, it would be amazing. We just went to London together. Visiting the South together would be amazing.

(Eu sei, seria maravilhoso. Nós acabamos de ir para Londres juntas. Visitar o sul juntas seria incrível)

 

 

(Marisol e Camila em Londres - 25/05 | Foto pessoal)

 

ANNA: I’m from Rio, if you come I can be your tourist guide if you want!

(Eu sou do Rio, se você vier um dia, eu posso ser sua guia turística, se você quiser – foi uma brincadeira, gente)

Marisol: Hahaha, Thanks! (hahahaha, obrigada!)

 

Anna: Marisol, thank you so much for your attention and for being so kind. I’m a big fan of Riverdale and I can’t to watch season 3.

(Marisol, muito obrigada pela sua atenção e por ser tão gentil. Eu sou muito fã de Riverdale e mal posso esperar para assistir a 3ª temporada.

Marisol: Oh, good! Thank you so much. Good to talk to you!

(Ah, legal! Muito obrigada. Foi muito bom falar com você!)

 

Anna: I wish you the best and I really hope we can meet you one day...

(Eu te desejo tudo de bom e realmente espero te conhecer um dia)

Marisol: Me too, thank you.

(Eu também! Obrigada)

 

Anna: Thanks! Have a wonderful day! (Obrigada, tenha um ótimo dia!)

Marisol: Thanks. You too! Bye bye (Obrigada. Você também. Tchau tchau!)


 

Áudio original:

 

 

E aí? O que acharam? Será que a Marisol vem ao Brasil com a Camila um dia? O que vocês esperam da próxima temporada de Riverdale?

Foi muito especial ter conversado com ela. Claro que fiquei nervosa – foi a primeira vez que entrevistei uma pessoa assim de fora – então nem tudo sai exatamente como esperamos, mas eu fiquei muuuito feliz e encantada em como a Marisol foi simpática. Espero poder conhecê-la um dia!

Espero de verdade que vocês tenham curtido, pois TUDO foi feito com muito amor. E quem sabe agora teremos mais entrevistas internacionais? (Um dia eu chego na Camila, escrevam aí! Hahaha). Peço para que deem os devidos créditos, caso usem esta entrevista, áudio ou qualquer parte dela, ok?

English: I hope you guys have appreciated the interview. I really tried to give my best! It was a special moment. Marisol was really kind and I cannot wait to meet her one day! Hope she trully comes to Brazil (same for Camila). Special thanks to Primary Wave Entertainmet, who made this interview come true and to Marisol Nichols. I really appreciate your work and kindness. Thanks! 

∗ If you use any part of this interview, please, give us the credits ∗

Love, Anna

 

Um beijos e até a próxima,

Anna :)

 

Facebook do Blog

Instagram do Blog

E-mail para contato: blogsobretudocomelas@gmail.com

 

∗ Agradecimentos especiais por terem me ajudado com a produção: Claudia Ciuffo (Hollywood É Aqui), Helena e Nathália (ma friends).



Compartilhe


27 de Fevereiro de 2016

Malhação: Entrevista com Marcela Fetter

por

08 de Junho de 2016

Marcos Mars (Olha Só Kiridinha)

por

19 de Novembro de 2015

Entrevista com Nicolas Prattes

por

31 de Maio - Por Anna Mellado
comentários

Não nasci magra. E agora?

Por Anna Mellado

 

"Mãe, por que eu tenho que ter esse corpo e as outras meninas naõ? Elas são tão bonitas..."

 

 

Começo o texto com uma frase muito usada por mim diversas vezes, por não entender o porquê de eu não ter nascido magra. E estou aqui falando sobre esse assunto, porque cansei de ficar me colocando pra baixo e me deprimindo por não ter o "corpo perfeito".

Desde que o mundo é mundo, as mulheres sempre enfrentaram discriminação, desprezo e preconceitos de TODOS os tipos, muitas vezes por não serem bonitas o suficiente, por se vestirem de um jeito estranho.... E isso acontece desde muito tempo atrás, quando nossas tataravós trabalhavam muito, para que não faltasse o pão de cada dia em suas casas e eram desrespeitadas no ambiente de trabalho – por homens machistas, que as viam como objeto sexual ou até pelas próprias colegas, que possivelmente pertenciam à uma classe social um pouco mais elevada. Os anos se passaram e surgiu algo que iria mudar a história dos meios de comunicação para sempre: a internet.

Antes, você usava uma roupa mais larguinha, outras mais apertadinhas e só quem te via andando com ela, podia falar alguma coisa. Não existia nenhuma rede social para espalhar boatos, fotos, nem mesmo um celular (e quando tinha, não era comum tirar milhões de fotos com ele, até porque não obtinha qualidade suficiente para isso).

Agora, se você bobear, vão tirar uma foto sua escondida, postar e ainda escrever negativamente sobre sua aparência na mesma. E isso tem se alastrado cada vez mais pelas redes sociais hoje existentes. Essa semana, um caso assim aconteceu com uma atriz – Lili Reinhart (Riverdale) – e quando acontece com uma pessoa que você gosta, um amigo, alguém da família ou um artista o qual você admira, parece que é pior ainda, pois você se coloca no lugar da pessoa e entende sua revolta (na verdade deveríamos nos colocar SEMPRE no lugar da outra pessoa. Isso se chama empatia).

Eu, Anna, sempre tive problemas com meu corpo. Acho que nunca NÃO tive problema com isso. Nasci com tendência a engordar e puxei o lado da família que possui quadril largo e aquela "barriguinha" ou "pancinha", que é tão criticada e sempre tive muita vergonha disso.

Na vida, faz parte do nosso dia a dia passar por situações desconfortáveis, como um amiguinho que te zoa na escola ou uma foto tirada numa festa o qual só você saiu numa posição estranha, destacando suas "gordurinhas" e isso é muito ruim, a ponto de uma pessoa não aguentar o bullying e entrar em depressão, mas são situações que podem ser construtivas para o seu futuro. Você bai ganhando maturidade e aos poucos, aprende a se gostar assim: do jeitinho que você é, que pode ser criticado pela mídia, pelos seus seguidores, amigos e colegas, mas que te torna único. E sabe por quê? Porque você não está seguindo nenhum padrão.

Ouso dizer que é mais bonito ser o diferente, que não segue aquele padrão com corpo seco, sem uma gordurinha pra apertar ou o padrão Kardashian. Ninguém preciso conquistar o mundo, ter tudo e agradar a todos para ser feliz. Se você tem amigos -mesmo que seja só um- e uma família que te ama do jeito que você é, então você já conquistou o mundo. O que adianta postar fotos maravilhosas, muito arrumadas e cheias de glamour, se aqui fora, no mundo real, tudo está uma bagunça? Do que adianta querer impor padrões se nem todo mundo leva o mesmo estilo de vida e quer chegar ao mesmo resultado?

VOCÊ NÃO PRECISA SER IGUAL À ESSAS PESSOAS QUE ACHAM QUE SÓ A APRÊNCIA É O QUE IMPORTA! BORA QUEBRAR TABUS?

É preciso SIM falar sobre isso. Eu, você que está lendo e muitas meninas mundo afora, já sofreram ou SOFREM constantemente por se alimentarem de ideias prontas e manipuladas que veem na internet e nos meios de comunicação. Ficamos MESES e ANOS almejando um corpo perfeito, sendo que na verdade, ele não existe, pois nunca estaremos completamente satisfeitas. Mas vou te dizer uma coisa pra te deixar mais tranquila: não tem NADA de errado em ter uma gordurinha aqui e ali ou ser gordinha. Cada um é bonito do jeito que é e o que mais importa é se você é uma pessoa boa por dentro. Do que adianta ser linda e maravilhosa, magra e ser um lixo de pessoa? Concordam comigo? Por isso, meninas, peço que deixem de se iludirem com essas "ideias prontas" que vocês veem pela internet. Eu sei que não é fácil.

Falo isso porque EU passo por isso todos os dias. Apesar de me alimentar bem e fazer exercícios, sempre acho que estou fora de forma. Vejo tanta gente bonita no Instagram e penso: "caramba, queria ter só um pouco dessa beleza ou pelo menos um corpo assim". Mas quem te garante que na vida real, elas são felizes? Será que elas também não passam por problemas? Afinal, somos todos humanos e não tem coisa mais linda que se amar, aprender a se gostar do jeito que você está AGORA.

Sei que esse é um tema que sempre fará parte do nosso dia a dia. Não é fácil ser mulher e nunca será, principalmente com tantas coisas que circulam pelas redes sociais. Mas também é importante a gente se desapegar um pouco desse mundo digital, ter um tempo pra gente, parar em frente ao espelho e se admirar, porque somos lindas. Não importa o que os outros achem de você, porque você é LINDA e tudo começa a melhorar a partir do momento em que você se aceita e aprende que o amor parte primeiro de você, para VOCÊ.

Vamos se amar um pouquinho hoje? Desligue seu celular, vá lá fora no seu quintal ou na sua rua, desprenda-se dos tabus que chegam facilmente até nós pelo celular ou computador e VIVA. Lembre-se: muito melhor que almejar um corpo perfeito, é almejar um bom futuro e dar o melhor de si para chegar lá; é almejar que seus sonhos se conquistem e não hesitar em correr atrás deles. É almejar se AMAR e ser amado por quem nunca te criticou ou julgou.

Espero que esse texto tenha te ajudado a enfrentar melhor esse problema diário, porque eu sei que não é fácil. Pra mim não é fácil, mas eu SEMPRE tento parar e entender que eu sou uma pessoa abençoada, pois tenho família, amigos e saúde. Não será o meu corpo ou o que vejo na internet que vão me derrubar. Não deixe que essas postagens te derrube, ok? Antes disso se distancie dela, vá fazer outra coisa e aprenda a tirar um tempo pra você.

#GirlPower SEMPRE!

 

 

Um beijo,

Anna

 

Créditos das fotos: Pinterest

 

Facebook do Blog

Instagram do Blog

E-mail para contato: blogsobretudocomelas@gmail.com



Compartilhe


22 de Setembro de 2016

Glambox de Setembro!

por

26 de Agosto de 2016

Acabou comigo.

por

05 de Março de 2018

Juventude, amizades e realidade

por

Facebook

sobretudocomelas


Iasmin Heck


Iasmin Heck

Publicitária, futura jornalista, 23 anos e com um milhão de coisas na cabeça, doida para dividir com vocês!


Anna Mellado


Anna Mellado

21 anos, estudante de Jornalismo, apaixonada por dança, entretenimento e cultura. Fiquem ligadinhos no site!


Os mais lidos


1

Sobre Tudo com Marisol Nichols
06/06/2018 por Anna Mellado

Sobre Tudo com Marisol Nichols
06/06/2018 por Anna Mellado


2

Sobre tudo com Lesley-Ann Brandt (Lucifer)
20/07/2018 por Anna Mellado

Sobre tudo com Lesley-Ann Brandt (Lucifer)
20/07/2018 por Anna Mellado


3

Um passeio por Tiradentes - MG
02/08/2018 por Anna Mellado

Um passeio por Tiradentes - MG
02/08/2018 por Anna Mellado


4

Não nasci magra. E agora?
31/05/2018 por Anna Mellado

Não nasci magra. E agora?
31/05/2018 por Anna Mellado


5

Séries para assistir ainda em 2018
25/05/2018 por Anna Mellado

Séries para assistir ainda em 2018
25/05/2018 por Anna Mellado

Instagram

@sobretudocomelas


Parceiros


Rafa Hernandes

Publicidade

Entrevistas
Moda
Beleza
Compras
Viagem
Famosos
Diversão
Decoração
Receitas
Resenha
Eventos
Outros
Contato
Sobre tudo com elas © 2018